Dicas de viagem para visitar para Budapeste • Hungria • Viver o Mundo (2023)

Dicas de viagem para visitar Budapeste

Inicialmente, quando marquei a viagem não tinha grandes expectativas sobre esta cidade. Quando comecei a pesquisar “a fundo” é que realmente percebi o seu potencial. Mais ainda quando me apercebi que Budapeste se encontra tão perto de outras capitais. Assim, decidi alargar as férias e visitar, para além de Budapeste, Bratislava e Viena. Ficam aqui então várias dicas de viagem para visitar Budapeste que vão ser muito úteis!

A capital da Hungria é dividida pelo Rio Danúbio (um dos maiores rios da Europa), que separa a cidade. De um lado Buda, e do outro Peste.
Buda situa-se nas colinas e é onde podemos ver o seu imponente castelo. Tem bonitas igrejas góticas e algumas construções medievais. Num ambiente mais tranquilo é a parte acolhedora da cidade.

Do outro lado está Peste, que é uma planície, e bem mais agitada. Desse lado situam-se os bares e restaurantes mais cool, universidades,e também onde encontramos a maioria dos alojamentos.

É conhecida como a cidade amarela, e sim, confirmo: a maioria dos edifícios são amarelos, o que a torna numa cidade tão peculiar.

É unânime: quem visita Budapeste volta apaixonado! Sem mais demoras, passemos às dicas úteis de Budapeste.

A cidade termal

Budapeste é conhecida como a “cidade termal”. Os banhos termais por lá são tão conhecidos que chegam a receber mais de um milhão de pessoas por ano.

A cidade possui mais de uma centena de fontes termais, abastecendo-a com mais de 70 milhões de litros de água por dia, que oscilam entre 20 a 80ºC.

Existem na cidade cerca de 30 termas para relaxar durante a viagem. Veja aqui como foi a minha experiêncianas TermasSzéchenyi.

Dicas de viagem para visitar para Budapeste • Hungria • Viver o Mundo (1)

Curiosidade: Estas termas são muito frequentadas pela população mais velha de Budapeste. Isto deve-se ao facto de a Segurança Social da Hungria subsidiar alguns tratamentos terapêuticos nas termas. Esta é a primeira dica de Budapeste: não pode mesmo deixar de visitar!

Onde dormir em Budapeste

Como já disse em cima, a maioria dos alojamentos em Budapeste situa-se no lado de Peste. Nós ficámos alojados no Elvis Guesthouse. Era um quarto grande, com bom aquecimento e casa de banho privativa. O wi-fi funcionava lindamente e tínhamos ao nosso dispor uma cozinha equipada com frigorífico e microondas. Recomendo vivamente o Elvis Guesthouse.
Só há um senão: se chegar após as 21.30h, o check-in é realizado noutro hotel, a cerca de 4 minutos a pé do alojamento.


(Video) GUIA TURÍSTICO BUDAPESTE E DICAS!

Como chegar

A maneira mais usual de chegar à Hungria é através de avião. Mas o aeroporto situa-se a cerca de 18km do centro de Budapeste. Como tal, existem várias opções de se deslocar. Pode ver aqui detalhadamente como chegar ao centro da cidade desde o aeroporto (ou vice-versa).

Transportes públicos

O nosso alojamento situava-se a cerca de 5 minutos a pé do metro, pelo que foi esse o nosso meio de transporte preferencial. Decidimos comprar o bilhete de metro para 3 dias (72 horas), que custa 4150 Ft. Assim saíamos e entrávamos no metro quando queríamos, sem preocupações de validar os bilhetes.

Atenção: é necessário validar SEMPRE os bilhetes dos transportes públicos. Os revisores estão sempre à entrada das plataformas do metro a tentar “caçar” quem entra sem bilhete, e podem multar.

Dicas de viagem para visitar para Budapeste • Hungria • Viver o Mundo (2)

Quem tem os bilhetes simples de metro (350 Ft), deve validá-los nas respectivas máquinas antes de entrar na plataforma. E ainda assim, mostrar ao revisor que o bilhete ficou picado. O bilhete dos 3 dias que comprámos não cabia nas máquinas, pelo que andávamos sempre com eles e mostrávamos aos revisores que realmente estavam na validade.
O metro é um pouco antigo, mas é uma maneira bem fácil de se deslocar.

Não sei se foi porque na altura em que fui estava muito frio, mas em todos os metros vi muitos sem-abrigos e pedintes. É realmente um murro no estômago tamanha pobreza.

Veja aqui o que fazer em Budapeste

Moeda

Na Hungria a moeda oficial não é o Euro, mas sim o Forint. Antes de ir, no Aeroporto de Lisboa, troquei algum dinheiro (pouco) para se acontecesse algo já ir prevenida. Não troquei mais pois as taxas no aeroporto são altíssimas. Portanto a minha recomendação é que evite trocar a moeda em aeroportos ou estações de metro.

No centro de Budapeste existe uma grande oferta de casas de câmbio para trocar amoeda. Ésó escolher😉 Os cartões de crédito como VISA e Mastercard são aceites e as máquinas multibanco também são fáceis de encontrar. Nós optámos por ir trocando aos poucos, para não andar com tanto dinheiro na carteira, e não haver necessidade de gastar mais do que aquilo que era preciso. Ah, use e abuse do Revolut. Quer mais umas dicas úteis de Budapeste? Continue a ler até ao fim 🙂

Dicas de viagem para visitar para Budapeste • Hungria • Viver o Mundo (3)

Idioma

A língua oficial em Budapesteé ohúngaro, mas a grande partedos locaisque tem contacto com os turistas fala bem inglês.

Chico Buarque diz que o húngaro“é o único idioma que o Diabo respeita”.OHúngaro(ou magyar, como é designado lá) não tem nenhuma semelhança com o português. Chega até a ser desafiante tentar ler as placas de sinalização, ou simplesmente contar o número de acentos que uma palavra pode conter.

Dicas de viagem para visitar para Budapeste • Hungria • Viver o Mundo (4)

(Video) 🙃 BUDAPESTE, na HUNGRIA, o que FAZER em 3 dias: DICAS e PRINCIPAIS Pontos TURÍSTICOS.

Quanto tempo ficar

Nós ficámos 3 dias inteiros em Budapeste. Achei suficiente e consegui apreciar tudo e visitar os principais pontos de interesse, sem andar a correr. No entanto, ficaria bem mais tempo nesta cidade maravilhosa!
Existe uma diversidade grande de locais a visitar: museus, igrejas, castelos, parques, termas, avenidas, entre outros.

Se for “rato de museu”, pode acrescentar mais um dia. Há vários museus na cidade, que claro, demoram um pouco mais de tempo a visitar.

A cidade é grande e não vale a pena andar a correr nesta capital tão cativante.

O problema dos WC

E porque nem tudo são rosas, um dos meus maiores problemas foram as casas de banho públicas. Todas são pagas, até no Mc Donald’s. Os WC na rua eram todos pagos, não encontrei nenhum de borla. Mas pior que isto, e para meu espanto, alguns restaurantes cobravam entrada na casa de banho, mesmo que tivesse lá comido. Por exemplo, no Mc Donald’s, algumas têm uma cancela que impede de entrar se não colocar moeda. Mesmo que tenha consumido lá.
Uma outra opção que vi, é que no talão do pagamento está especificado o “bath code”, que deve inserir no painel à entrada do WC. Cheguei até a ver senhoras a cobrar à entrada se não tivesse o talão consigo a demonstrar que consumiu ali.

Acho que gastei mais dinheiro em casas de banho que em comida 😛

Veja aqui como ir do Aeroporto de Budapeste para o centro

O que comer em Budapeste

E porque viajar não é só conhecer, mas também comer, deixamos algumas dicas da comida de Budapeste!

A gastronomia húngara é uma parte fundamental do país, com pratos bem tradicionais. Há gostos para todos os paladares, mas a maior estrela é sem dúvida alguma a paprica. A Hungria é o maior produtor e consumidor de paprica do Mundo. A paprica (muito conhecida em Portugal como pimentão-doce ou colorau) é uma especiaria feita de pimentão, presente em praticamente todas as especialidades do país.

Este tempero tem duas versões, a doce e a picante, e é um dos souveniersmais comprados para quem quer trazer uma lembrança do país. No Mercado Central, inclusive, encontramos várias banquinhas a vender pacotes de paprica para levar como recordação.

Um dos pratos mais típicos do país é o Goulash Soup (Gulyás em húngaro). Não é nada mais nada menos que um ensopado feito com carne, cenoura, batata, cebola e paprica (claro). Diria que 99,99% dos restaurantes têm goulash na ementa.

Dicas de viagem para visitar para Budapeste • Hungria • Viver o Mundo (5)

Eu provei o Goulash Soup num restaurante no Castelo de Buda. Estava muito quente e qb de picante. Era servida com uma fatia de pão para colocar no molho, e custou apenas 900 Ft. Num dia frio como aquele, o goulash soube-me pela vida 😛

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e usufrua de 5% de desconto

Também no Castelo de Buda proveiHot Wine. Confesso que não gostei. Mais parecia sangria quente. Mas pronto, gostos não se discutem!

(Video) BUDAPESTE, a capital da HUNGRIA! Quanto custa viajar para Budapeste por 2 dias?

Dicas de viagem para visitar para Budapeste • Hungria • Viver o Mundo (6)

Um outro prato típico é o Lángos.Trata-se de um pão achatado frito, com a cobertura do que praticamente quiser. A versão mais tradicional é a cobertura com queijo ralado e sour cream. Mas pode encontrar com presunto, legumes, frango, azeitonas, cogumelos, etc. Existe até a versão doce, com cobertura, por exemplo, de Nutella, canela, caramelo, mel, etc.

Dicas de viagem para visitar para Budapeste • Hungria • Viver o Mundo (7)

O local mais comum para se comer Lángos é no Mercado Central. É servido numa caixa de papel (sim, não é em pratos) e talheres de plástico. Come sem qualquer conforto (eu comi de pé) e sem medo de se sujar. Ah, peça guardanapos, vai precisar.

Veja aqui o roteiro de três dias em Budapeste

Passando à parte dos doces (nhamnham), não pode deixar de provar oKürtőskalács. O nome é super difícil de pronunciar, mas a comida em si é simples. É uma massa enrolada em forma de cilindro, oca por dentro, em que cada um escolhe a cobertura. Eu provei pela primeira vez em Szent István krt. numa barraquinha de rua. Foi feito na hora, pelo que estava bem quentinho. Escolhi o mais pequeno, com cobertura de chocolate. Custou 300 Ft (menos de 1€) e estava maravilhoso. De comer e chorar por mais.

Dicas de viagem para visitar para Budapeste • Hungria • Viver o Mundo (8)

Gostei tanto que quis experimentar novamente. Desta vez provei num metro. Horrível. Estava frio, bem mais caro, e quase sem cobertura. Uma desilusão 🙁

Veja aqui como visitar as Termas Széchenyi

Um outro doce muito conhecido no país é o Túró Rudi. É um chocolate com vários sabores. Pode encontrar em qualquer supermercado, na parte dos frescos, pois deve comer-se frio. É difícil explicar o sabor, mas eu não gostei. E olhem que eu adoro chocolate. Pareceu-me tão artificial. Já comi bem melhores de marcas não tão conhecidas.

Dicas de viagem para visitar para Budapeste • Hungria • Viver o Mundo (9)

Espero que estas dicas de Budapeste ajudem, e possam tornar a sua viagem mais tranquila! Se tiver mais dicas de Budapeste deixe nos comentários 🙂

Prepare a sua viagem

Para encontrar as melhores promoções e reservar o seu alojamento recomendamos o Booking ou pelo Airbnb(com 30€ de desconto). Reserve e cancele sempre que necessário.

Faça o seu seguro de viagem e tenha um desconto de 5% com a IATI Seguros.Nós nunca viajamos sem seguro.

Obtenha aqui o seu vistode forma rápida e cómoda.

Poupe centenas de euros em taxas bancárias usando um cartão Revolut.

Se precisar de transporte próprio, alugue um carro na Europcar, com preços bastante competitivos.

Procure as melhores excursões e compre os seus bilhetes para as melhores atrações na Civitatis. Algumas são gratuitas.

Teve algum voo atrasado ou cancelado? A Airhelpvai ajudá-lo a receber a suacompensação.

Compre na Amazono seu equipamento fotográfico, acessórios de fotografia e gadgets.NoAliexpress encontra os melhores acessórios para viagens.

Compre na Decathlontudo o que precisa para as suas viagens. Desde mochilas, botas, vestuário e muito mais.

Não paga mais se reservar por estes links e ainda está a ajudar o Viver o Mundo. Obrigada 🙂

(Video) BUDAPESTE - Preços, roteiro, dicas de viagem e mais.

FAQs

Quantos dias são necessários para visitar Budapeste? ›

Por ser uma cidade com pontos turísticos realmente interessantes, ser um local bonito e ainda ter bons preços, recomendamos 4 dias inteiros, ou seja, 5 pernoites em Budapeste. Essa quantidade de dias é ideal para conhecer a cidade com profundidade, mas sem sobrar muito tempo.

Qual a melhor época para ir para Budapeste? ›

Melhor época para visitar Budapeste

Se você quer evitar o calor excessivo e o frio extremo, os melhores meses para visitar Budapeste são maio e setembro. Durante o dia é possível estar de manga curta e à noite costuma ser necessário usar um casaco.

É seguro ir para Hungria? ›

A Hungria é muito segura para viajar e morar. Sua maior preocupação, quando visitar o país, deve ser os batedores de carteira e golpistas. Não é comum haver assalto à mão armada ou crimes desse tipo por aqui.

O que eu preciso para entrar na Hungria? ›

Em todos os casos o requerente deverá apresentar:
  1. passaporte, cuja validade deve ultrapassar com pelo menos três meses a data prevista da saída da Hungria;
  2. formulário devidamente preenchido e assinado;
  3. comprovante do pagamento da taxa;
  4. passagem de ida e volta;
  5. comprovante de alojamento e sustento na Hungria;

Qual o custo de vida em Budapeste? ›

O custo de vida na Hungria depende da renda, embora seja seguro dizer que o país não é, de modo geral, caro para viver. Em Budapeste, uma pessoa solteira pode ter custo médio de 180.000 Ft, excluindo o aluguel. Em Debrecen, o valor cai para 155.271 Ft, enquanto a mesma pessoa pode ver com 158.601 Ft em Szeged.

Quanto é o custo de vida em Budapeste? ›

Custo geral de vida

Os custos são naturalmente mais elevados nas grandes cidades como Budapeste. Os estudantes na Hungria devem poder viver com aproximadamente € 750 por mês, o que permite não só o aluguel, mas também o transporte público, seguro saúde, material de estudo e algumas noites fora da cidade.

Como é a vida em Budapeste? ›

Budapeste ainda está na lista de cidades mais baratas para viver na União Europeia. Mas, para ser sincera, o custo de vida em Budapeste não é tão barato. Quando vivemos aqui e, principalmente quando temos experiência de ter vivido em outras cidades da Europa, percebemos que o custo de vida é mediano.

Como ir do Brasil para Budapeste? ›

A forma mais barata de ir de Brasil para Budapeste é de voo e trem que custa R$ 2300 - R$ 4300 e dura 16h 35m. Qual a maneira mais rápida de ir de Brasil para Budapeste? A forma mais rápida de ir de Brasil para Budapeste é de voo que custa R$ 2200 - R$ 10000 e dura 13h 26m.

Precisa de visto para ir para Budapeste? ›

Não há exigência de visto para este destino para uma estadia de até 90 dias em um período de seis meses. Lembre-se de que, apesar do visto não ser exigido, você deve: Ter um passaporte válido por pelo menos seis meses a partir da data de saída do país e uma página de visto em branco.

Como ir do Brasil para Hungria? ›

A forma mais barata de ir de Brasil para Hungria é de voo e trem que custa R$ 2300 - R$ 4400 e dura 15h 15m. Qual a maneira mais rápida de ir de Brasil para Hungria? A forma mais rápida de ir de Brasil para Hungria é de voo que custa R$ 2200 - R$ 10000 e dura 13h 26m.

Quanto tempo posso ficar na Hungria? ›

Brasileiros e estrangeiros isentos de visto, portando passaporte válido, podem permanecer na área do Tratado de Schengen por até 90 dias contados a partir da data de entrada, desde que cumpridos os requisitos de entrada nos países e comprovadas as condições financeiras para retornar ao país de origem.

Precisa de passaporte para ir para Hungria? ›

De quais documentos eu preciso para visitar a Hungria? Todos os estrangeiros, com exceção dos cidadãos da UE que são de países do Schengen, devem apresentar um passaporte válido ao entrar na Hungria.

Por que ir à Hungria? ›

Mesmo não sendo um dos lugares mais visitados pelos turistas, saiba que a Hungria é um lugar de fácil acesso, já que está localizado na Europa Central, bem pertinho de países, como Alemanha, Itália e República Tcheca.

Porque trabalhar na Hungria? ›

É uma ótima porta de entrada para a Europa. Após a estadia de alguns meses ou anos, muitos brasileiros conseguem migrar para outros países, ou mesmo, transformar esse lugar como o novo lar. Devido à mão de obra barata e multinacionais abrindo escritórios, existem muitas vagas em aberto.

O que fazer na Hungria Além de Budapeste? ›

Além dele, na cidade você também poderá visitar o incrível Castelo de Buda, a Galeria Nacional Húngara, a Igreja de Matias, a Ópera, a Praça dos Heróis, pontes lindas como a Freedom Bridge e toda a margem do Rio Danúbio, que é ótima para um passeio de bicicleta.

Qual é o salário do Hungria? ›

Hungria - Salário mínimo nacional
DataSMN moe. localSMN
Janeiro 2019149.000,0464,2 €
Janeiro 2018138.000,0444,7 €
Janeiro 2017127.500,0411,5 €
Janeiro 2016111.000,0351,3 €
25 more rows

Qual salário mínimo de Budapeste? ›

O salário mínimo da Hungria é de 442€, o que faz dele o segundo salário mínimo mais baixo da União Europeia.

Que idioma falam em Budapeste? ›

Quando você estiver na Hungria, verá que o húngaro é a língua oficial, e o húngaro é falado por 98% dos quase 10 milhões de habitantes.

Quanto custa um pão na Hungria? ›

Preços dos alimentos nos supermercados na Hungria
ProdutoFlorim Húngaro ()Euro (€)
Uma dúzia de ovos720,001,70€
Arroz (1 kg)460,001,09€
Um quilo de pão (1 kg)370,000,87€
Leite (1 litro)290,000,69€
12 more rows

Como se locomover em Budapeste? ›

Transporte em Budapeste
  1. Metrô O metrô de Budapeste possui quatro linhas e é bastante simples de usar. ...
  2. Bonde. Budapeste tem mais de 40 linhas de bondes que percorrem todo o centro histórico da cidade. ...
  3. Ônibus. Budapeste possui mais de 200 linhas de ônibus. ...
  4. Trólebus. ...
  5. Funicular. ...
  6. Trem regional HEV. ...
  7. Táxi. ...
  8. Preços e abonos.

Porque morar em Budapeste? ›

Budapeste é super charmosa e com certeza encanta a todos que a visitam. Quando falamos de Europa, imagino que as memórias sejam sobre Paris. Mas a arquitetura húngara impressiona até os mais viajados. Diariamente cruzo o Rio Danúbio para trabalhar e a visão da ponte é impressionante.

Como entrar em Budapeste? ›

Os nacionais da União Europeia não necessitam de visto, mas devem apresentar Bilhete de Identidade/Cartão de Cidadão ou Passaporte válidos.

O que quer dizer a palavra Budapeste? ›

A história de Budapeste é a história de três cidades: Obuda, “antiga Buda”, Buda, a cidade alta situada na margem esquerda do Danúbio, e Peste, a cidade baixa na margem direita do rio.

O que significa a palavra Budapeste? ›

Budapeste é o nome da capital da Hungria, situada ás margens do rio Danúbio (VIDE), que divide a cidade em dois centros urbanos: Buda e Peste. Buda é a parte mais antiga, residencial e administrativa, e Peste é mais comercial e industrial.

Quando tem neve na Hungria? ›

Janeiro e fevereiro são meses de neve na Hungria. Você pode facilmente viajar para a Hungria e encontrar atrativos turísticos interessantes no país durante todo o ano!

O que comprar em Budapeste? ›

Além de verduras, frutas e queijos, você encontra geleias, mel e temperos, que podem ser ótimas opções de compras em Budapeste da viagem, bem como iguarias para trazer. Enquanto você faz suas compras e saboreia quitutes locais deliciosos, prepare-se para escutar música ao vivo de qualidade.

Tem voo direto para Budapeste? ›

No momento, não há companhias aéreas com voos diretos para Budapeste. No entanto, encontramos passagens aéreas com uma ou mais paradas a partir de R$ 4.208.

O que é pedido de visto Schengen? ›

Este visto permite estadias no espaço Schengen de até 90 dias (em qualquer período de 180 dias) por razões de turismo, negócios, visita familiar, tratamento médico, para estudos, estágios não profissionais ou atividades de voluntariado de duração inferior a 3 meses, ou outras atividades sem fins lucrativos.

Onde passear em Budapeste? ›

Budapeste: melhores atrações
  1. Hungarian Parliament Building. 42.001. Obras arquitetônicas • Prédios públicos. ...
  2. Fisherman's Bastion. 32.088. ...
  3. Basílica de Santo Estêvão (Szent Istvan Bazilika) 22.195. ...
  4. Danube River. 14.281. ...
  5. Buda Castle. 8.061. ...
  6. Memorial Sapatos às Margens do Danúbio. 21.271. ...
  7. Margaret Island. 5.357. ...
  8. Gellért Hill. 7.760.

Como ir de Portugal para Hungria? ›

A melhor maneira de ir de Portugal para Hungria é de voo e leva 6h 34m e custa €40 - €180. Como alternativa, você pode ônibus, que custa €280 - €460 e leva 31h 10m.

Quantos dias ficar em Praga Viena e Budapeste? ›

Roteiro entre Praga, Viena e Budapeste: quantos dias

É possível fazer esse roteiro em 10 dias, considerando que as distâncias são médias, é possível viajar de uma cidade para a outra e ainda aproveitar o restante do dia. A minha sugestão é reservar 4 dias para Praga, 3 dias para Viena e 3 dias para Budapeste.

Como estudar na Hungria de graça? ›

O programa Stipendium Hungaricum oferece bolsas para estudar na Hungria e irá contemplar mais de 7 mil estudantes no ano letivo de 2021-2022. Ele baseia-se em acordos bilaterais de cooperação assinados pelos ministérios da educação de diferentes países.

Quando visitar a Hungria? ›

Na realidade há duas épocas que são consideradas as melhores pra viajar pra Budapeste: a primavera (principalmente de março a maio) e o outono (de setembro a novembro). Nesses períodos a cidade não está tão cheia como no verão e o clima é ameno, sem tantos extremos de calor ou frio.

Como é o clima na Hungria? ›

O clima predominante na Hungria é o temperado continental. É caracterizado pela presença de uma estação seca e a outra chuvosa, com precipitação anual média que varia entre 500 mm e 800 mm, a depender da localidade. As temperaturas são amenas na maior parte do ano.

Como se diz bom dia na Hungria? ›

Aprenda húngaro antes de viajar! Como se diz Oi, olá ou tchau em Húngaro?
...
Saudação em Húngaro.
Szia!Oi!Error
Jó reggelt!bom dia!Error
Jó napot!boa tarde!Error
Szia!Tchau!Error
Viszontlátásra!Até logo!Error
4 more rows

Como é o povo da Hungria? ›

O povo húngaro, vulgarmente designado por magiar (nome também atribuído à língua húngara), é bastante homogéneo, sendo muito difícil distinguir qualquer subgrupo. Constitui 97% do total da população, correspondendo os restantes 3% a ciganos, alemães, eslovacos, sérvios, croatas e romenos.

O que a Hungria mais produz? ›

Em 2019, a Hungria produziu 1,9 bilhão de litros de leite de vaca, 462 mil toneladas de carne suína, 335 mil toneladas de carne de frango, 90 mil toneladas de carne de pato, 78 mil toneladas de carne de peru, 30 mil toneladas de carne bovina, entre outros.

Quais são as principais atividades econômicas da Hungria? ›

Principais setores econômicos: indústria (mineração, tecidos, metalurgia e alimentos processados), serviços e turismo. Principais produtos agropecuários produzidos: trigo, milho, semente de girassol, batata e beterraba (principalmente para produção de açúcar).

Como Abrir empresa na Hungria? ›

Neste pacote estão incluídos todos os requisitos legais para estabelecer e manter uma empresa na Hungria:
  1. constituição da empresa (registo da empresa pessoalmente ou através de uma procuração);
  2. imposto de registo da empresa;
  3. número de identificação fiscal nacional e europeu para efeitos de IVA;

Porque a Hungria não usa euro? ›

Por que a Hungria não utiliza o Euro? Apesar de fazer parte da União Europeia, a Hungria não utiliza o euro como moeda oficial, pois não faz parte da Zona do Euro, assim como outros países como Croácia e Dinamarca, por exemplo.

O que fazer em Budapeste no inverno? ›

Outros patrimônios da cidade são o Castelo de Buda, a Avenida Andrássy, a Praça dos Heróis e o metrô da cidade, um dos mais antigos do mundo. Merecem destaque ainda a praça Vörösmarty, o Teatro Nacional de Budapeste, o Museu da História de Budapeste e o prédio do Parlamento.

O que fazer em 4 dias em Budapeste? ›

Resumo do que fazer em Budapeste em 4 dias:
  • Bairro Judeu.
  • Sinagoga da Rua Dohány.
  • Street Art.
  • Tour de culinária húngara.
  • Museu do chocolate.
  • Ópera Estatal Húngara.
  • Museu Pálinka.
  • Memento Park ou Termas Palatinus.
26 Sept 2022

Precisa de visto para entrar em Budapeste? ›

Não há exigência de visto para este destino para uma estadia de até 90 dias em um período de seis meses. Lembre-se de que, apesar do visto não ser exigido, você deve: Ter um passaporte válido por pelo menos seis meses a partir da data de saída do país e uma página de visto em branco.

Como está a entrada de Brasileiros na Hungria? ›

Deste modo, viajantes podem entrar na Hungria livres de restrições sanitárias (ex.: quarentena obrigatória), independentemente de sua cidadania ou país de procedência.

Videos

1. Guia mochileiro de BUDAPESTE | Hungria | Preços, nossas impressões e dicas (2022)
(Brothers pelo Mundo)
2. O QUE FAZER EM BUDAPEST | Melhores lugares para conhecer
(Nós por aí)
3. 7 consejos para VIAJAR 🛫 a BUDAPEST, la capital de HUNGRÍA.
(Luis Angulo)
4. TOUR IN BUDAPEST, HUNGARY 2022 | 3 days in Budapest
(Canal do Rosa)
5. Tudo que você precisa saber antes de viajar para Budapeste - Dicas de viagem
(Amanda Destinos)
6. Budapeste. Boas e Más Experiências na Hungria.
(Pamela Scapella )
Top Articles
Latest Posts
Article information

Author: Tyson Zemlak

Last Updated: 01/04/2023

Views: 6200

Rating: 4.2 / 5 (43 voted)

Reviews: 90% of readers found this page helpful

Author information

Name: Tyson Zemlak

Birthday: 1992-03-17

Address: Apt. 662 96191 Quigley Dam, Kubview, MA 42013

Phone: +441678032891

Job: Community-Services Orchestrator

Hobby: Coffee roasting, Calligraphy, Metalworking, Fashion, Vehicle restoration, Shopping, Photography

Introduction: My name is Tyson Zemlak, I am a excited, light, sparkling, super, open, fair, magnificent person who loves writing and wants to share my knowledge and understanding with you.